Quem sou eu?
A minha fotografia
Requiem

Pessimista e negativo por natureza, cheio de energia e sempre stressado ou a correr de um lado para o outro. Tenho tendencia a tentar fazer tudo o que me interessa, o que me leva a deixar muitas coisas a meio. Apaixonado pelo Japao e tudo o que com ele esta relacionado.

Ver o meu perfil completo
Etiquetas
Avulso (232)
Blogs (53)
Google (12)
Leituras (28)
MP3 (38)
Parvoeiras (307)
Pensamentos (122)
Refilanços (139)
Solitariedades passadas
Free Twitter buttons from languageisavirus.com


Stalkers

A ler
A ler
Na lista de espera
A Arte da Guerra - Sun Tzu

A Conspiração - Dan Brown

A Fórmula de Deus - José Rodrigues dos Santos

A Rapariga que Inventou um Sonho - Haruki Murakami

A Senhora das Especiarias - Chitra Beneju Divakaruni

A Vida de Pi - Yann Martel

Eclipse - Stephenie Meyer

Fernão Mendes Pinto no Japão - Wenceslau de Moraes

Geisha - Liza Dalby

Kimono - Liza Dalby

O Culto do Chá - Wenceslau de Moraes

O Código D'Avintes - Vários Autores

O Direito a Ser Canhoto - Manuel Coelho dos Santos

O Disco de Jade/Os Cavalos Celestes - José Frèches

O Nome da Rosa - Umberto Eco

O Principezinho - Antoine de Saint-Exupéry

O Zen na Arte de Conduzir a Espada - Reinhard Kammer

Olhos Azuis - Jermos Charyn

Sandworms of Dune - Brian Herbert, Kevin J. Anderson

Selected Tales - Edgar Allan Poe

Spirits of the Dead: Tales and Poems - Edgar Allan Poe

The Children of Húrin - J. R. R. Tolkien

The Last Kingdom - Bernard Cornwell

Um Estranho num Terra Estranha - Robert A. Heinlein

Young Samurai: The Way of the Warrior - Chirs Bradford

Zen e a Arte do Tiro com Arco - Eugen Herriger

2 de junho de 2008
Dia da Criança
É tão bom receber prendinhas do dia da criança, mesmo com 34 anos!

São momentos como esse que me fazem ficar contente por nunca ter crescido (por dentro, que por fora é uma miséria).

Vai atrasado, mas fica na mesma, beijinhos e abraços a todos os que não se deixam crescer por dentro.

A ouvir: Sisters of Mercy - No Time To Cry
Uma solitariedade de Requiem
Etiquetas:
8 solitariedades alheias:

Cristina disse...

Este ano, a minha mãe não me deu prenda. Estou em crer que se esqueceu do Dia da Criança, porque ela manteve o hábito de me dar um miminho no dia 1 de Junho. E é tão bom voltarmos a ser crianças, nem que seja por mais um dia! :)

Beijinho

2 de junho de 2008 às 12:26
Moi disse...

Também recebi prendinha:) apesar de já levar com 27 aninhos em cima...sou e serei para sempre uma criancinha:)pelo menos por dentro!!:)

Beijinhos.

2 de junho de 2008 às 15:18
lalisca.cs-life disse...

Eu não recebi, dei e ainda tive que ir ao Mac!!
Gostei do que escreveste!!

beijinhos para a criança que vive em ti!!

2 de junho de 2008 às 18:12
vita disse...

"Todos temos uma criança dentro de nós"..;)

2 de junho de 2008 às 23:32
Bombocaa disse...

Ui...eu como sou tão criançaaaaaaa...a minha mami passa esse dia a gozar cmg...vale-me ter tido uma criança em casa (este ano) para n ter sido tão massacrada
:)

3 de junho de 2008 às 10:33
Djinn disse...

É sempre bom ter o espírito de uma criança...

3 de junho de 2008 às 11:00
Requiem disse...

Cristina: Oh pá, eu despedia-a logo! Agora a sério, deve-se ter esquecido. Eu tambem nem me lembrava que era dia da criança.

Moi: Não podes ficar atrás em nada pois não? :P

Lalisca: Azareco...cada um tem o que merece :) :) :)

Vita: Eu hoje não tenho, mas já tive, foi grelhadinha e estava uma delicia! HE HE HE HE

Bombocaa: Há anos de sorte...para o ano és gozada a dobrar com toda a certeza :D

Djinn: Eu tenho, está dentro de um frasquinho lá em casa...

3 de junho de 2008 às 11:16
crissy disse...

E eu que pensava que era a unica que com 36 ainda recebia prendinhas nesse dia - fiquei feliz de saber que não! E este ano não foi excepção - lá vinha a caixinha da ourivesaria! Beijoca

4 de junho de 2008 às 12:55
Enviar um comentário

Mensagem mais recente
Mensagem antiga
Página inicial
Subscrever: Enviar comentários (Atom)