Quem sou eu?
A minha fotografia
Requiem

Pessimista e negativo por natureza, cheio de energia e sempre stressado ou a correr de um lado para o outro. Tenho tendencia a tentar fazer tudo o que me interessa, o que me leva a deixar muitas coisas a meio. Apaixonado pelo Japao e tudo o que com ele esta relacionado.

Ver o meu perfil completo
Etiquetas
Avulso (232)
Blogs (53)
Google (12)
Leituras (28)
MP3 (38)
Parvoeiras (307)
Pensamentos (122)
Refilanços (139)
Solitariedades passadas
Free Twitter buttons from languageisavirus.com


Stalkers

A ler
A ler
Na lista de espera
A Arte da Guerra - Sun Tzu

A Conspiração - Dan Brown

A Fórmula de Deus - José Rodrigues dos Santos

A Rapariga que Inventou um Sonho - Haruki Murakami

A Senhora das Especiarias - Chitra Beneju Divakaruni

A Vida de Pi - Yann Martel

Eclipse - Stephenie Meyer

Fernão Mendes Pinto no Japão - Wenceslau de Moraes

Geisha - Liza Dalby

Kimono - Liza Dalby

O Culto do Chá - Wenceslau de Moraes

O Código D'Avintes - Vários Autores

O Direito a Ser Canhoto - Manuel Coelho dos Santos

O Disco de Jade/Os Cavalos Celestes - José Frèches

O Nome da Rosa - Umberto Eco

O Principezinho - Antoine de Saint-Exupéry

O Zen na Arte de Conduzir a Espada - Reinhard Kammer

Olhos Azuis - Jermos Charyn

Sandworms of Dune - Brian Herbert, Kevin J. Anderson

Selected Tales - Edgar Allan Poe

Spirits of the Dead: Tales and Poems - Edgar Allan Poe

The Children of Húrin - J. R. R. Tolkien

The Last Kingdom - Bernard Cornwell

Um Estranho num Terra Estranha - Robert A. Heinlein

Young Samurai: The Way of the Warrior - Chirs Bradford

Zen e a Arte do Tiro com Arco - Eugen Herriger

9 de junho de 2008
Educação 1978/2008
Sendo uma das 7 pessoas que está a "trabalhar" (entre aspas porque hoje vai ser cá uma trabalheira que nem vos conto) hoje, segunda feira, tinha que começar a aparvejar (esta palavra existe?) logo de manhã:

Disciplina escolar - Antes e Agora

Situação: O Pedro está a pensar ir até ao monte depois das aulas, assim que entra no colégio mostra uma navalha ao João, com a qual espera poder fazer uma fisga.
Ano 1978: O director da escola vê, pergunta-lhe onde se vendem, mostra-lhe a sua, que é mais antiga, mas que também é boa.
Ano 2008: A escola é encerrada, chamam a Polícia Judiciária e levam o Pedro para um reformatório. A SIC e a TVI apresentam os telejornais desde a porta da escola.

Situação: O Carlos e o Quim trocam uns socos no fim das aulas.
Ano 1978: Os companheiros animam a luta, o Carlos ganha. Dão as mãos e acabam por ir juntos jogar matrecos.
Ano 2008: A escola é encerrada. A SIC proclama o mês anti-violência escolar, O Jornal de Notícias faz uma capa inteira dedicada ao tema, e a TVI insiste em colocar a Moura-Guedes à porta da escola a apresentar o telejornal, mesmo debaixo de chuva.

Situação: O Jaime não pára quieto nas aulas, interrompe e incomoda os colegas.
Ano 1978: Mandam o Jaime ir falar com o Director, e este dá-lhe uma bronca de todo o tamanho. O Jaime volta à aula, senta-se em silêncio e não interrompe mais.
Ano 2008: Administram ao Jaime umas valentes doses de Ritalin. O Jaime parece um zombie. A escola recebe um apoio financeiro por terem um aluno incapacitado.

Situação: O Luis parte o vidro dum carro do bairro dele. O pai caça dum cinto e espeta-lhe umas no traseiro.
Ano 1978: O Luis tem mais cuidado da próxima vez. Cresce normalmente, vai à universidade e converte-se num homem de negócios bem sucedido.
Ano 2008: Prendem o pai do Luís por maus tratos a menores. Sem a figura paterna, o Luís junta-se a um gang de rua. Os psicólogos convencem a irmã que o pai abusava dela e metem-no na cadeia para sempre. A mãe do Luís começa a namorar com o psicólogo. O programa da Fátima Lopes mantém durante meses o caso em estudo, bem como o Você na TV do Manuel Luís Goucha.

Situação: O Zézinho cai enquanto praticava atletismo, arranha um joelho. A sua professora Maria encontra-o sentado na berma da pista a chorar. Maria abraça-o para o consolar.
Ano 1978: Passado pouco tempo, o Zézinho sente-se melhor e continua a correr.
Ano 2008: A Maria é acusada de perversão de menores e vai para o desemprego. Confronta-se com 3 anos de prisão. O Zézinho passa 5 anos de terapia em terapia. Os seus pais processam a escola por negligência e a Maria por trauma emocional, ganhando ambos os processos. Maria, no desemprego e cheia de dívidas suicida-se atirando-se de um prédio. Ao aterrar, cai em cima de um carro, mas antes ainda parte com o corpo uma varanda. O dono do carro e do apartamento processam os familiares da Maria por destruição de propriedade. Ganham. A SIC e a TVI produzem um filme baseado neste caso.

Situação: Um menino branco e um menino negro andam à batatada por o primeiro ter chamado 'chocolate' ao outro.
Ano 1978: Depois de uns socos esquivos, levantam-se e cada um para sua casa. Amanhã são colegas.
Ano 2008: A TVI envia os seus melhores correspondentes. A SIC prepara uma grande reportagem dessas com investigadores que passaram dias no colégio a averiguar factos. Emitem-se programas documentários sobre jovens problemáticos e ódio racial. A juventude Skinhead finge revolucionar- se a respeito disto. O governo oferece um apartamento à família do miúdo negro.

Situação: Disciplina escolar
Ano 1978: Fazias uma asneira na sala de aula. O professor mandava-te para a rua. Ao chegar a casa mais cedo, o teu pai dava-te duas porque 'alguma deves ter feito'.
Ano 2008: Fazes uma asneira. O professor pede-te desculpa. O teu pai pede-te desculpa e compra-te uma Playstation 3.

A ouvir: Moonspell - Tragic Heights (tinha de ser, hoje vim de t-shirt dos Moonspell e tudo)
Uma solitariedade de Requiem
Etiquetas:
15 solitariedades alheias:

Cristina disse...

Meu Deus... onde é que vamos parar?!

9 de junho de 2008 às 12:17
Requiem disse...

Tu não sei...eu é ali ao Japonês não tarda muito! :D :D :D :D

9 de junho de 2008 às 12:17
Cristina disse...

Hahahahaha... pois... eu é na casa da mamã!! :D

9 de junho de 2008 às 12:26
lalisca.cs-life disse...

OLha a Moura Guedes em 78 estava bem melhor que hoje!!
Hoje em dia as coisas tomaram dimensões gigantes, um beijo de uma professora é assédio, uma chapada de um professor é crime e por aí adiante...
beijo!

9 de junho de 2008 às 12:54
Pax disse...

Bom estudo!
Eu, qualquer dia, vou começar a dizer como os velhotes "No meu tempo é que era bom", lol, já faltou mais!
:)

9 de junho de 2008 às 14:55
Requiem disse...

Pax: O assustador é que eu já digo isso... :( :( :(

9 de junho de 2008 às 14:57
Djinn disse...

De facto em matéria de educação passou-se do 8 para o 80!

P.S. - Eh eh eh...e o sushi tava bem bom...n te atrevas é a dizer q comi demais!!!:P:P:P:P:P

9 de junho de 2008 às 15:45
Requiem disse...

Comer demais? Não...

Parecia que não comias há mais de uma semana, mas tirando isso... :P :P :P

9 de junho de 2008 às 15:54
Joaninha disse...

Requiem,

Tb fã de sushi?
Ainda ontem enchi o bandulho e mais uma vez sai de lá mal disposta de tanto comer, mas é o costume.

9 de junho de 2008 às 16:02
Requiem disse...

Mais do que fã, é mesmo viciado!

Vou pelo menos uma vez por mês, mas o mais normal é ir de 15 em 15 dias.

Entre a semana passada e esta (que ainda agora está a começar) fui lá 3 vezes se não estou enganado.

É o que dá ter um aqui mesmo à mão.

A qual/quais é que costumas ir?

9 de junho de 2008 às 16:04
Joaninha disse...

Meu amigo cuidado que eu nunca recuso um convite para sushi :)

Então somos dois, completamente viciada...Sushi. Festejo tudo com sushi. Olha jantares para a neve são porque faltam 300 dias porque faltam 290 dias porque faltam 280 dias and son on :)
Aniversários, casamentos batizados and so on.
Pelo menos 1 vez por mês quando nao são mais. Sempre com sashimi em grandes quantidades, tb não pode faltar o belo sashimi. Por uma questão de preço vou muito ao Samurai na alameda linhas de torres, tb vou muito ao das "torres gemeas".
Não ligues muito ao meu desabafo no meu blog, meti-me numa empreitada enorme e agora estou com medinho....Enfim mas vai correr bem :)

9 de junho de 2008 às 23:28
Requiem disse...

Joaninha: O que tu me foste lembrar. Agora vou ter de começar a contar os dias até à neve. Não é justo!

Eu quando estive num cliente ali em Belem ia todas as semanas pelo menos uma vez ao Samurai. Aqui no Chiado tenho um daqueles de tapete rolante que dá para "matar o bicho". Agora quando é para comer sushi a sério vou ao Gaijin na Parede, que foi onde fiz o meu cursinho.

11 de junho de 2008 às 09:34
Joaninha disse...

Não posso crer? és fã de neve tb?

Credo rapaz, separaram-nos na maternidade ou o meu pai deu mais um pulo de cerca?

12 de junho de 2008 às 00:18
Joaninha disse...

Quer dizer o meu ou o teu não sei :)

(não leves a mal a piadinha, please eu as vezes sou desbocada :)

12 de junho de 2008 às 00:20
Requiem disse...

Joaninha: Snowboarder convicto...queres fotos para comprovar? Procura que encontras aqui no blog. Quanto ao pulo da cerca deve ter sido o meu pai, porque eu sou igualzinho a ele, e como era o único rapaz na maternidade no dia em que nasci, não posso ter sido trocado.

12 de junho de 2008 às 09:52
Enviar um comentário

Mensagem mais recente
Mensagem antiga
Página inicial
Subscrever: Enviar comentários (Atom)