Quem sou eu?
A minha fotografia
Requiem

Pessimista e negativo por natureza, cheio de energia e sempre stressado ou a correr de um lado para o outro. Tenho tendencia a tentar fazer tudo o que me interessa, o que me leva a deixar muitas coisas a meio. Apaixonado pelo Japao e tudo o que com ele esta relacionado.

Ver o meu perfil completo
Etiquetas
Avulso (232)
Blogs (53)
Google (12)
Leituras (28)
MP3 (38)
Parvoeiras (307)
Pensamentos (122)
Refilanços (139)
Solitariedades passadas
Free Twitter buttons from languageisavirus.com


Stalkers

A ler
A ler
Na lista de espera
A Arte da Guerra - Sun Tzu

A Conspiração - Dan Brown

A Fórmula de Deus - José Rodrigues dos Santos

A Rapariga que Inventou um Sonho - Haruki Murakami

A Senhora das Especiarias - Chitra Beneju Divakaruni

A Vida de Pi - Yann Martel

Eclipse - Stephenie Meyer

Fernão Mendes Pinto no Japão - Wenceslau de Moraes

Geisha - Liza Dalby

Kimono - Liza Dalby

O Culto do Chá - Wenceslau de Moraes

O Código D'Avintes - Vários Autores

O Direito a Ser Canhoto - Manuel Coelho dos Santos

O Disco de Jade/Os Cavalos Celestes - José Frèches

O Nome da Rosa - Umberto Eco

O Principezinho - Antoine de Saint-Exupéry

O Zen na Arte de Conduzir a Espada - Reinhard Kammer

Olhos Azuis - Jermos Charyn

Sandworms of Dune - Brian Herbert, Kevin J. Anderson

Selected Tales - Edgar Allan Poe

Spirits of the Dead: Tales and Poems - Edgar Allan Poe

The Children of Húrin - J. R. R. Tolkien

The Last Kingdom - Bernard Cornwell

Um Estranho num Terra Estranha - Robert A. Heinlein

Young Samurai: The Way of the Warrior - Chirs Bradford

Zen e a Arte do Tiro com Arco - Eugen Herriger

24 de junho de 2008
Musica de Elevador
Agora que estou num cliente com o escritorio no 8º andar e tenho de andar de elevador cada vez que me apetece um cigarrito reavivou-se a minha alergia a musica de elevador.

Cada vez que entro e me assaltam os ouvidos as belas das pan pipes ou afins até me crescem pelos nas unhas!

Eu não sei qual é o objectivo da musica, mas eu sou sincero, prefiro o belo do silencio constrangedor e acenos de cabeça cada vez que entra alguem.

Agora pan pipes? Poupem-me por favor. Se não fosse no 8º andar descia e subia a pé, podem ter certeza!
Uma solitariedade de Requiem
Etiquetas:
22 solitariedades alheias:

Cristina disse...

O objectivo dos pan pipes é fazer-te desistir de descer 8 andares para fumares... e que treta é essa de fumar um cigarrito?! MAU!! Isso faz mal.

A mim os pan pipes dão vontade de bater com a cabeça na parede. Mas com força. Ou então esquartejar-me. Uma das duas...

24 de junho de 2008 às 21:12
lalisca.cs-life disse...

Não vás fumar!!
quiet simple!
beijo

24 de junho de 2008 às 21:16
Requiem disse...

Mas está tudo contra mim?

Deixem lá o menino fumar...

Mas confesso que começo a reduzir, e bastante...

E agora com os 8 andares ainda mais ajuda.

24 de junho de 2008 às 21:29
Cristina disse...

Estamos a zelar pelo teu bem-estar... somos amigas! :)

24 de junho de 2008 às 21:45
Requiem disse...

Realmente isso é verdade...

Mas deixem lá...só um cigarrito :P

24 de junho de 2008 às 21:46
NI disse...

Bom, aviso desde já que sou uma fumadora.

Requiem se no restaurante que a Cristina arranjou para o nosso jantar não se puder fumar, tens companhia para vir cá fora.

24 de junho de 2008 às 21:59
Requiem disse...

A Avó NI é a maior!!!!! :) :) :)

Achas que ela nos fazia uma coisa dessas? Um restaurante sem lugar para fumadores?

OK, tá certo, vamos à rua...

24 de junho de 2008 às 22:01
Djinn disse...

Tens sorte em ser esse tipo de música no meu prédio, toca a rádio cada vez q se acende a luz...posso garantir-te que não é melhor...

24 de junho de 2008 às 22:06
Requiem disse...

Principalmente se for a Radio Renascença...

24 de junho de 2008 às 22:07
Cristina disse...

Olha... por acaso não sei se é para fumadores ou não. Boa pergunta. Querem que reserve mesa ao pé da porta?! :)

24 de junho de 2008 às 22:11
Requiem disse...

Sem stress.

Desde que não tenha de fazer kms para ir à rua, nem andar de elevador com pan pipes por mim não há problema.

É que já estou habituado a ser ostracizado (não sei se está bem escrito mas tou com preguiça de verificar).

24 de junho de 2008 às 22:13
NI disse...

Não te preocupes Cristina.

Eu e o Requiem já somos veteranos na arte dos renegados.

Nta - Mas dava jeito que ao menos no bar se pudesse fumar.

24 de junho de 2008 às 22:34
Abobrinha disse...

Se deixares de fumar pode ser que engordes! Dito isto, pelos vistos emagreces só de respirar, por isso não digo nada!

24 de junho de 2008 às 23:37
Requiem disse...

Mas toda a gente me quer estragar uma das poucas coisas que me sabe bem? AI AI AI AI AI

24 de junho de 2008 às 23:43
vita disse...

Não sejas perguiçoso.. eu só para fumar o cigarro gramava com a musica..eh eh

Beijo

25 de junho de 2008 às 00:04
Requiem disse...

E eu tambem gramo, ora essa...

Café e cigarros é das coisas que não me podem tirar.

25 de junho de 2008 às 00:06
Cristina disse...

E queres tu fazer 5km a pé?!

(*Cristina abana a cabeça em sinal de clara discordância*)

25 de junho de 2008 às 00:47
Requiem disse...

E faço! Qual é o problema? Bebe-se uns 3 ou 4 cafés antes e vais ver, parece que tenho asas nos pés :P :P :P :P

25 de junho de 2008 às 10:03
Abobrinha disse...

Requiem

Eu AMO café, mas fui obrigada a deixar. Teve mesmo que ser e não sei se é reversível.

Em contrapartida odeio tabaco. Mesmo!

25 de junho de 2008 às 10:19
Requiem disse...

Abobrinha: Realmente ter de deixar o café é no minimo mau!

25 de junho de 2008 às 10:20
NI disse...

Nesta matéria não faço concessões.

Café? No mínimo dos mínimos 6.

Cigarros? No mínimo dos mínimos (é melhor não dizer ou ainda me proíbem de ir ao jantar).

25 de junho de 2008 às 11:59
Requiem disse...

NI, acho que te ganho...

Cafés são 8 normalmente.

Cigarros, tambem é melhor ficar caladito...

25 de junho de 2008 às 12:01
Enviar um comentário

Mensagem mais recente
Mensagem antiga
Página inicial
Subscrever: Enviar comentários (Atom)