Quem sou eu?
A minha fotografia
Requiem

Pessimista e negativo por natureza, cheio de energia e sempre stressado ou a correr de um lado para o outro. Tenho tendencia a tentar fazer tudo o que me interessa, o que me leva a deixar muitas coisas a meio. Apaixonado pelo Japao e tudo o que com ele esta relacionado.

Ver o meu perfil completo
Etiquetas
Avulso (232)
Blogs (53)
Google (12)
Leituras (28)
MP3 (38)
Parvoeiras (307)
Pensamentos (122)
Refilanços (139)
Free Twitter buttons from languageisavirus.com


Stalkers

A ler
A ler
Na lista de espera
A Arte da Guerra - Sun Tzu

A Conspiração - Dan Brown

A Fórmula de Deus - José Rodrigues dos Santos

A Rapariga que Inventou um Sonho - Haruki Murakami

A Senhora das Especiarias - Chitra Beneju Divakaruni

A Vida de Pi - Yann Martel

Eclipse - Stephenie Meyer

Fernão Mendes Pinto no Japão - Wenceslau de Moraes

Geisha - Liza Dalby

Kimono - Liza Dalby

O Culto do Chá - Wenceslau de Moraes

O Código D'Avintes - Vários Autores

O Direito a Ser Canhoto - Manuel Coelho dos Santos

O Disco de Jade/Os Cavalos Celestes - José Frèches

O Nome da Rosa - Umberto Eco

O Principezinho - Antoine de Saint-Exupéry

O Zen na Arte de Conduzir a Espada - Reinhard Kammer

Olhos Azuis - Jermos Charyn

Sandworms of Dune - Brian Herbert, Kevin J. Anderson

Selected Tales - Edgar Allan Poe

Spirits of the Dead: Tales and Poems - Edgar Allan Poe

The Children of Húrin - J. R. R. Tolkien

The Last Kingdom - Bernard Cornwell

Um Estranho num Terra Estranha - Robert A. Heinlein

Young Samurai: The Way of the Warrior - Chirs Bradford

Zen e a Arte do Tiro com Arco - Eugen Herriger

8 de julho de 2008
Janta Blogueira - III
Ora bem, deixa cá ver. Ontem tinhamos ficado na chegada ao restaurante.

Relembro (porque é importante para o resto da novela) que partilhavamos o restaurante com um casamento.

Quando chegámos estavam os restantes convivas em pleno "morfanço", emborcando minis e o que me pareceu serem sandochas de torresmos, mas não quis olhar muito. O look dos convidados do casamento era o que poderia ser descrito como "avec-du-paris-da-frança", assim a atirar para o "azeiteiro". Deixo o resto à vossa imaginação pois faltam-me as palavras para descrever uma cena tão dantesca.

Gostava apenas de salientar que quando digo que partilhavamos o restaurante quero dizer exactamente isso. Entre nós e o enfardanco descarado estava uma simples cortina de padrão florido.

Sentei-me, ansioso pelo alcool que certamente me faria esquecer a situação, no minimo caricata. O que ia beber? Obviamente gin tónico...mas claro...não havia gin. Hesitei entre um copo de alcool etilico ou algo mais suave. Acabei por me decidir pelo licor beirão.

Em abono da verdade tenho de dizer...o pão estava bom. Mas para compensar o vinho...meus amigos, atá fiquei com a lingua a parecer um bloco de cortiça! Como se ouviu dizer depois: "foi a primeira vez que vi um jantar em que as garrafas de vinho ficaram cheias".

A comidinha não era má. Pena era já vir meio fria pois quis-me parecer que o empregado passava pelo casamento primeiro...

Foi por esta altura que decidi que a nossa anfitriã merecia castigo. E que melhor castigo que obriga-la a ir dar um pezinho de dança no meio do casamento, onde por esta altura um brasileiro, equipado do seu orgão maravilha tentava animar as hostes entoando cantigas que por algum motivo perdiam o seu charme com o sotaque...imaginem o "Encosta-te a Mim" do Jorge Palma cantado em brasilês e ficam com uma ideia.

Mas voltando ao castigo...aproveitando a descida da qualidade da musica para os niveis do "pimba" saco da nossa Dorothy e pimba! Ela no meio da improvisada pista de dança (pena não haver fotos mas tivemos alguns problemas técnicos na altura). Verdade seja dita, a moça até se safou conseguindo não me pisar os calos, mas tivemos de efectuar uma airosa retirada quando notámos que alguns convidados começavam a olhar mais agressivamente para nos. Principalmente uma convidada que com a sua (supostamente) filha ao colo nos fuzilou com o olhar enquanto abanava a cabeça em gestos de reprovação, assim como aqueles canitos que certas pessoas têem nos carros.

Mas se houve momentos altos no jantar propriamente dito foram sem duvida a visualização do noivo e a distribuição das prendinhas.

No que toca ao noivo, estava eu e a NI a fumar uma cigarrada na rua quando surge, qual espectro dos quintos dos infernos aquela figura, gritando em emigantês "he, c'est pas la plage, huh" para os seus amigos. Como descrever? Fato branco sujo, colete com bordados e lantejolas, sapatinho branco e pontiagudo, e para acamar um brinquinho cheio de brilhantes. Imaginem tudo o que exista de mais piroso...ele tinha. Será uma imagem que me vai perseguir para o resto da vida, sem duvida.

As prendinhas...ah as prendinhas vao ter de ficar para amanha.

(Peço desculpa se houver falta de acentos e cedilhas, mas escrevi isto num teclado inglês e pode ter escapado alguma coisa)

Até amanhã...
Uma solitariedade de Requiem
Etiquetas:
26 solitariedades alheias:

Abobrinha disse...

"Fato branco sujo, colete com bordados e lantejolas, sapatinho branco e pontiagudo, e para acamar um brinquinho cheio de brilhantes"

Isso é homossexual, brancosujosexual ou metrossexual? Dito isto, estou inclinada para parolossexual!

8 de julho de 2008 às 23:51
Requiem disse...

Bem, tu devias estar aí sentada à espera do post. :P :P :P :P

Era mesmo parolosexual.

8 de julho de 2008 às 23:53
Djinn disse...

Ele e mais a famelga toda..caramba que cambada de parolos!!!!

Até fazia doer a vista!
Ahhhhhhhhhh

9 de julho de 2008 às 00:01
Abobrinha disse...

Requiem

Olha, calhou estar mesmo na vizinhança, pelos vistos.

Mas ainda não li figuras muito tristes, lamento. Talvez na parte IV?

9 de julho de 2008 às 00:40
Requiem disse...

Mas que raio de fascinio com as figuras tristes.

Escusas de continuar a ler se é isso que esperas. Como já disse, o pessoal que foi ao jantar é tudo 5 estrelas.

9 de julho de 2008 às 00:43
vita disse...

loool
Opah..isso acho que até ajuda a ser um jantar mais humoristico,..lolol

Beijo

9 de julho de 2008 às 01:29
SílviA disse...

Fantástico...e tu ainda te queixas? Um espectaculo desses à borla?lol.

9 de julho de 2008 às 01:42
Abobrinha disse...

Ser 5 estrelas não implica nada! Podem perfeitamente ter feito figuras tristes! Aliás, se fossem 5 estrelas TINHAM feito figuras tristes. Ou pelo menos levemente embaraçosas.

9 de julho de 2008 às 09:01
NI disse...

Nunca esquecerei a cara do Requiem quando olhou para mim após ouvir aquele ideal de noivo dizer: "he, c'est pas la plage, huh".

Confesso que não sei que cara coloquei, mas a do Requiem...bom só por aquela expressão já valia a viagem feita entre Gaia e Leiria.

Acreditem, eu que sou uma "barraqueira"(aliás os presentes puderam confirmar isso com as minhas saídas extemporâneas e pouco adequadas a ouvidos mais sensíveis), não sei como dei um espectáculo de riso logo ali.

:-))))

9 de julho de 2008 às 10:17
joana disse...

Está a começar a aquecer!
Dá-lhe.

E não te esqueças de desscrever a noiva. O vestido? Era tipo suspiro? ou mais a dar para a arvore de natal?

Não terem fotografias é que é imperdoavel menino Requiem :)

9 de julho de 2008 às 10:25
kitty disse...

Esse jantar foi bomba estou a ver! Acho o máximo estarem a confraternizar com o casamento. E o fato que descreves é ao melhor estilo Emanuel - cantor pimba!

9 de julho de 2008 às 10:52
Sadeek disse...

ARGHHHHHHHHHHHHH......ARGHHHHHHHHH......AAAAAAAAAARRRGHHHHHHHH.....

(depois duma descrição destas nunca mais vou conseguir articular uma frase com nexo)

9 de julho de 2008 às 10:55
Statler & Waldorf disse...

Não há registos fotográficos?????? Que falha! Estou em lágrimas... Porque não tiraste uma foto ao lado do noivo?

9 de julho de 2008 às 11:08
Cristina disse...

Eu, 'Dorothy de trazer por casa', me confesso... na altura em que fui puxada para a dança, passei a máquina fotográfica para mãos alheias... mãos que não percebiam nada do assunto e ficámos sem imagens!! GRRRRR

Uma ressalva: o Requiem, por instantes, hesitou quanto ao pézinho de dança!! Chegámos a voltar atrás... mas não resistimos ao Emanuel de sotaque!

Joana, curiosamente, a noiva era gira e estava engraçada. Nada de espampanante.

9 de julho de 2008 às 12:28
lalisca.cs-life disse...

Ficaste traumatizado!!?
Depois passa, comes um pratinho de lesmas...desculpa caracois e ficas bem!!
Agora a sério, estou farta de me rir!!

beijinhos!!

9 de julho de 2008 às 12:56
Djinn disse...

Isto para não falar do belo do piropo «a la trolha» cada vez que saíamos para fumar!!!
Ou o olharzito libidinoso dos ja bem enfrascaditos! É do melhor!!

9 de julho de 2008 às 12:58
NI disse...

Djinn, ainda estive vai e não vai para convidar algumas daquelas peças para vir fumar comigo. Chiça....

9 de julho de 2008 às 14:12
Djinn disse...

NI: Tás louca mulher!!! eheheheh
Olha se me pediam pa ajustarem o decote...lá tinha que lhes dar um enxerto ahhhhhhhh:P:P:P:P

9 de julho de 2008 às 15:26
Cristina disse...

E que seria muito bem aplicado, Djinn... cruzes canhoto!

9 de julho de 2008 às 16:23
Djinn disse...

Cristina: eheheheheh de facto nós no meio daquele «bas-fond» eramos umas princesas ;););)

9 de julho de 2008 às 16:54
mtheman disse...

parolossexual é a palavra do mês!!!

9 de julho de 2008 às 19:44
Cristina disse...

Nós, e a noiva que também estava gira!

De resto... errr... pois... o tempo está agrdável, não está?!

9 de julho de 2008 às 20:56
Abobrinha disse...

Mtheman

Parolossexual vem na sequência de um post meu. Outras palavras lá eram homossexual, arielssexual, tidessexual, metrossexual, comboiossexual, ruralssexual... uma confusão!

9 de julho de 2008 às 22:41
Joaninha disse...

Requiem,

Claro que a joana era eu mas sem tem feito log in, não fiques a pensar que aumentaram as audiencias ;)

10 de julho de 2008 às 10:43
sessaoexperimental disse...

MEDDOOOOOOOOOO....mt medddooooo!!!!

ahahhahahahah

é por isso que fujo de casorios...ahahhaha

10 de julho de 2008 às 12:20
Speeder_76 disse...

Eu acho que não é a palavra do mês. É a palavra do ano! Parolosexual. Vou usá-lo!

11 de julho de 2008 às 17:51
Enviar um comentário

Mensagem mais recente
Mensagem antiga
Página inicial
Subscrever: Enviar comentários (Atom)