Quem sou eu?
A minha fotografia
Requiem

Pessimista e negativo por natureza, cheio de energia e sempre stressado ou a correr de um lado para o outro. Tenho tendencia a tentar fazer tudo o que me interessa, o que me leva a deixar muitas coisas a meio. Apaixonado pelo Japao e tudo o que com ele esta relacionado.

Ver o meu perfil completo
Etiquetas
Avulso (232)
Blogs (53)
Google (12)
Leituras (28)
MP3 (38)
Parvoeiras (307)
Pensamentos (122)
Refilanços (139)
Free Twitter buttons from languageisavirus.com


Stalkers

A ler
A ler
Na lista de espera
A Arte da Guerra - Sun Tzu

A Conspiração - Dan Brown

A Fórmula de Deus - José Rodrigues dos Santos

A Rapariga que Inventou um Sonho - Haruki Murakami

A Senhora das Especiarias - Chitra Beneju Divakaruni

A Vida de Pi - Yann Martel

Eclipse - Stephenie Meyer

Fernão Mendes Pinto no Japão - Wenceslau de Moraes

Geisha - Liza Dalby

Kimono - Liza Dalby

O Culto do Chá - Wenceslau de Moraes

O Código D'Avintes - Vários Autores

O Direito a Ser Canhoto - Manuel Coelho dos Santos

O Disco de Jade/Os Cavalos Celestes - José Frèches

O Nome da Rosa - Umberto Eco

O Principezinho - Antoine de Saint-Exupéry

O Zen na Arte de Conduzir a Espada - Reinhard Kammer

Olhos Azuis - Jermos Charyn

Sandworms of Dune - Brian Herbert, Kevin J. Anderson

Selected Tales - Edgar Allan Poe

Spirits of the Dead: Tales and Poems - Edgar Allan Poe

The Children of Húrin - J. R. R. Tolkien

The Last Kingdom - Bernard Cornwell

Um Estranho num Terra Estranha - Robert A. Heinlein

Young Samurai: The Way of the Warrior - Chirs Bradford

Zen e a Arte do Tiro com Arco - Eugen Herriger

10 de julho de 2008
Morte
Não lido bem com a morte.

A morte do pai de uma amiga, companheira de neve, de gin tónico e de muitas outras coisa a quem há três meses foi diagnosticado cancro ainda é mais dificil de lidar.

Por isso hoje estou em baixo.

E mais em baixo me sinto pelo país em que vivemos, em que existem dois crematórios em Lisboa, mas um deles está avariado e por isso o outro não aceita corpos de fora de Lisboa, em que o crematório mais próximo é em Elvas, onde obrigam os familiares já em sofrimento a fazer 400 km (ida e volta) para poderem entregar os seus ao descanso final.

Por isso, este blog está de luto.
Uma solitariedade de Requiem
Etiquetas:
31 solitariedades alheias:

Abobrinha disse...

Pequeno

Ninguém lida bem com a morte. Lamento muito pela tua amiga.

11 de julho de 2008 às 00:07
Requiem disse...

Pequeno? Eu? Sou um um matulão do caraças!!! :P :P :P

11 de julho de 2008 às 00:10
SílviA disse...

Eu tambem não lido nada bem com a morte...sei o que é perder alguém em 3 meses e numa semana. Não passa...atenua...

Força. Acompanha a tua amiga. Os amigos fazem a diferença nesta fase.

11 de julho de 2008 às 00:36
Requiem disse...

Sim, amanhã lá estarei em Elvas...

11 de julho de 2008 às 00:39
Joaninha disse...

beijos

11 de julho de 2008 às 00:40
Requiem disse...

BLHEAGGGGGHHHH!!!

Beijos...KANOJO!!!! :P

11 de julho de 2008 às 00:42
Abobrinha disse...

"Oube" lá, os beijos da Joaninha não metem nojo! Acho eu... nunca beijei a Joaninha... Joaninha, dá cá uma beijoca, filha!

11 de julho de 2008 às 09:06
kitty disse...

Sei do que falas, há pouco tempo fiz um post sobre a morte de pessoas chegadas, e como temos um sentimento de impotência quando vemos os filhos e as mulheres que cá ficaram. Sei como te sentes e mando-te um beijinho, a ti e à tua amiga!

11 de julho de 2008 às 09:36
NI disse...

Após ter perdido avós, pais, sogro, tios, amigos e colegas de trabalho, penso já ter experiência suficiente para dizer que é a única altura da vida em que assumimos plena consciência de que valorizámos coisas no nosso dia-a-dia que são habitualmente ridículas.

E mesmo que digas que não gostas (o que é mentira), aqui vai um beijo amigo e solidário.

11 de julho de 2008 às 10:18
Sadeek disse...

Requiem...eu com a morte até lido bem. O que me custa é o sofrimento dos que cá ficam. Enfim...é pensar que não fica cá ninguém para contar a história...

Abraço

P.S. Será por isto que batem tanto o pé ao TGV!? É que assim demorava menos...ARGHHHHHH

11 de julho de 2008 às 11:09
GATA disse...

Desde os meus 10 anos que lido com a morte de familiares e amigos... já devia estar 'calejada' mas não estou... cada vez custa-me mais!

11 de julho de 2008 às 11:12
Tinta Permanente disse...

Lamento imenso, Requiem, a vida é um bem precioso...um abraço para ti e os meus sentimentos para a tua amiga, neste momento difícil.

Estou como o Sadeek, também lido bem com a morte. Tenho medo é dos vivos. Sou uma medricas.

11 de julho de 2008 às 11:37
Joaninha disse...

Requiem,


Dá para cá o beijo, seu malandro!

Abobrinha,

Dá cá uma beijoca chuuuac!

(tás tramado requiem!) :D

11 de julho de 2008 às 11:50
Abobrinha disse...

MMmmmmm... ora deixa lá ver... mmmm... não, os beijinhos da Joaninha não são de todo nojentos. Até são bem bons!

Joaninha, dá cá mais um só para tirar a teima! Um beeeeeeeeeeeeeeeeeeeem barulhento!

Requiem, dá cá uma beijoca também, só para provar! Assim um pequenino. Só unzinho pequenino!

11 de julho de 2008 às 12:03
AnaBond disse...

(até me sinto a mais aqui, agora que caí aqui de paraquedas)

o meu melhor conselho é disponibilizares o teu ombro. nem sequer é preciso dizer grandes coisas.... apenas estar.

11 de julho de 2008 às 12:17
mtheman disse...

tá descansado que eu não te dou nenhum beijo :P levas antes um abraço...

abobrinha e joaninha, vocês controlem-se :P

11 de julho de 2008 às 13:09
vita disse...

Dificil encarar sempre.

Mas olha toma lá um beijito para te vomitares todo..;P

11 de julho de 2008 às 15:55
Anuska disse...

Sinto muito.... tenta dar o máximo apoio à tua amiga que bem deve estar a precisar...
Beijinho

11 de julho de 2008 às 16:16
Requiem disse...

Vem um gajo de elvas e toda a gente a dar-me beijos?

Façam fila...tirem um numero que depois logo tratamos disso. :P :P :P

11 de julho de 2008 às 17:41
lalisca.cs-life disse...

Quem lida, eu não...
Deixo-te um beijo e um abraço muito apertado hoje!!

11 de julho de 2008 às 18:00
Joaninha disse...

Requiem,

Agora já não te dou beijo nenhum, e mais amuei!

11 de julho de 2008 às 18:08
Requiem disse...

Menos uma...a Joaninha já saltou fora. :) :) :)

Como estamos de senhas? Ainda há muitas? Quem tirou o número 1? :P

11 de julho de 2008 às 18:18
Joaninha disse...

Opá estás a embirrar comigo! :(

11 de julho de 2008 às 18:33
Requiem disse...

Isso é que é cá uma novidade...entre ti e a Abobrinha custa-me escolher a favorita para embirrar :P :P :P :P

11 de julho de 2008 às 18:36
Joaninha disse...

Pronto, mas se quizeres eu não comento mais...Não gosto de incomodar ninguem...

11 de julho de 2008 às 18:42
Requiem disse...

Pronto...temos uma florzinha de estufa, querem ver ;)

Comenta lá miuda!!! :)

11 de julho de 2008 às 18:43
Joaninha disse...

Não acredito que colou!

Requiem, és oficialmente um coração mole :P :P.

Só por essa toma lá um beijo e deste não te escapas! Chuac!

11 de julho de 2008 às 18:48
Requiem disse...

BLHEAGGHHHHHH!!!!

Fonix...como é que fui apanhado numa cena destas? Só pode ser dos 400km com cremação pelo meio...só pode mesmo.

11 de julho de 2008 às 18:50
Joaninha disse...

Ou foi isso ou és mesmo bom moço...Eu tenho cá as minhas suspeitas mas não conto :)

Bom fim de semana Requiemzinho ;)

11 de julho de 2008 às 18:55
sessaoexperimental disse...

Requiem....sinto muito...mas faz parte da vida....temos que aguentar

um abraço

11 de julho de 2008 às 19:06
Abobrinha disse...

Joaninha

Se embirra connosco não pode ser muito bom moço! Digo eu.

Só por causa disso, dá cá mais um beijinho!

11 de julho de 2008 às 19:18
Enviar um comentário

Mensagem mais recente
Mensagem antiga
Página inicial
Subscrever: Enviar comentários (Atom)