Quem sou eu?
A minha fotografia
Requiem

Pessimista e negativo por natureza, cheio de energia e sempre stressado ou a correr de um lado para o outro. Tenho tendencia a tentar fazer tudo o que me interessa, o que me leva a deixar muitas coisas a meio. Apaixonado pelo Japao e tudo o que com ele esta relacionado.

Ver o meu perfil completo
Etiquetas
Avulso (232)
Blogs (53)
Google (12)
Leituras (28)
MP3 (38)
Parvoeiras (307)
Pensamentos (122)
Refilanços (139)
Solitariedades passadas
Free Twitter buttons from languageisavirus.com


Stalkers

A ler
A ler
Na lista de espera
A Arte da Guerra - Sun Tzu

A Conspiração - Dan Brown

A Fórmula de Deus - José Rodrigues dos Santos

A Rapariga que Inventou um Sonho - Haruki Murakami

A Senhora das Especiarias - Chitra Beneju Divakaruni

A Vida de Pi - Yann Martel

Eclipse - Stephenie Meyer

Fernão Mendes Pinto no Japão - Wenceslau de Moraes

Geisha - Liza Dalby

Kimono - Liza Dalby

O Culto do Chá - Wenceslau de Moraes

O Código D'Avintes - Vários Autores

O Direito a Ser Canhoto - Manuel Coelho dos Santos

O Disco de Jade/Os Cavalos Celestes - José Frèches

O Nome da Rosa - Umberto Eco

O Principezinho - Antoine de Saint-Exupéry

O Zen na Arte de Conduzir a Espada - Reinhard Kammer

Olhos Azuis - Jermos Charyn

Sandworms of Dune - Brian Herbert, Kevin J. Anderson

Selected Tales - Edgar Allan Poe

Spirits of the Dead: Tales and Poems - Edgar Allan Poe

The Children of Húrin - J. R. R. Tolkien

The Last Kingdom - Bernard Cornwell

Um Estranho num Terra Estranha - Robert A. Heinlein

Young Samurai: The Way of the Warrior - Chirs Bradford

Zen e a Arte do Tiro com Arco - Eugen Herriger

21 de agosto de 2008
Como é que eu sei que as pessoas duvidam da minha sanidade mental?
Fácil! Falo com elas!

Ainda ontem me apercebi disso. Houve alguém que estava com problemas por não ter nada para fazer durante as férias e eu sugeri que fosse passear à Regaleira em Sintra, pois lá passa-se uma tarde muito agradável.

So far so good, right? Fiz o meu dever de gajo porreiro, boa acção, vou parar ao céu, e essas coisas todas.

Passado um pouco lembrei-me de um detalhe e mandei uma sms: "Se sempre fores lá não te esqueças de levar uma lanterna."

Resposta pronta: "Tu és louco? Eu não sou maluca! Se for lá vou de dia!"

Claro que tive de explicar que a minha sanidade não anda assim tão mal e que a lanterna era por causa das grutas...mas ficou a nota mental de que alguém acreditava que eu tenho por hábito enfiar-me na Regaleira à noite.

Quem não conhece a Regaleira se calhar não percebeu a parte da lanterna e das grutas. A esses só posso dizer: Visitem...e levem uma lanterna! Vão perceber na altura.


A ouvir: Moonspell - Scorpion Flower
Uma solitariedade de Requiem
Etiquetas:
18 solitariedades alheias:

GATA disse...

Então e tu não avisaste a pessoa para ter cuidado com as bruxas, os magos e os druidas??? Eu quando fui lá, entrei humana e saí felina... aquilo é um sítio muitooo estranho!!! :-)

21 de agosto de 2008 às 09:47
Requiem disse...

Essa parte decidi deixar de fora...

E eu nem te conto como saí de lá na última visita...

21 de agosto de 2008 às 09:52
GataHari disse...

Pois...eu não conheço não.....

21 de agosto de 2008 às 09:53
GataHari disse...

Ai Gata!!!! Ai que medo!!! Só agora é que li o teu comentário.....FFFFEEEEEEEE Gatinha já tá eriçada!!!!!!

21 de agosto de 2008 às 09:54
Requiem disse...

GataHari...é uma falha tremenda.

Corrige isso o mais rapidamente possível. Mas lê um pouco sobre o local antes de o visitares, tem mais piada.

21 de agosto de 2008 às 09:56
mtheman disse...

para tua informação também existem visitas à regaleira de noite :P

21 de agosto de 2008 às 12:10
Requiem disse...

Mas eu não estava a falar disso... :)

21 de agosto de 2008 às 12:13
Abobrinha disse...

Mas a moça não lê o teu blogue para saber que és louco? Na volta devias ter explicado que era para entrar e sair de buracos escuros e ficar toda molhada. Só depois dizias que era por causa das grutas e da humidade e pingos das grutas.

21 de agosto de 2008 às 12:29
Requiem disse...

Isso é que me espantou ainda mais....é que lê!!! Pelo menos acho que lê....

21 de agosto de 2008 às 12:33
Sadeek disse...

Curioso...também gosto muito de me enfiar na "Regaleira"....mas nunca precisei de lanterna e até te digo que precisasse ia ser uma cena muito à frente...AHHAHAHA....ah, e nunca lhe dei esse nome mas também serve...AHHAHA

21 de agosto de 2008 às 14:20
Abobrinha disse...

Sadeek

Não tenho a certeza de estarmos a falar na mesma coisa!

21 de agosto de 2008 às 14:36
Requiem disse...

MAs agora quem é que manda as bocas aqui no estaminé? Sou eu ou a Abobrinha?

Queres fazer uns posts também?

21 de agosto de 2008 às 15:29
Abobrinha disse...

Se pagares bem eu faço!

21 de agosto de 2008 às 15:45
Djinn disse...

Nem é preciso tanto :P :P
E sim a maçonaria esta de facto presente, qto à lanterna é aconselhavel eh eh eh é q as grutas sao mesmo escuras...

21 de agosto de 2008 às 23:03
Requiem disse...

Mas metade da piada é essa...ir por ali sem saber muito bem onde vão dar as grutas...

22 de agosto de 2008 às 09:48
Sadeek disse...

Abobrinha...não estamos?! For sure?! ;)

22 de agosto de 2008 às 12:24
L.M disse...

A verdade é que leio mas nunca duvidei da tua sanidade mental, a questão é que há quem goste de ir pra Sintra à noite e eu em nada condeno isso por isso pensei que quando falaste em lanternas te referisses à noite e não a grutas!! :P
Grande erro meu não conhecer a tão falada Quinta da Regaleira mas não tenho culpa que me tenham enganado e quisessem que fosse visitar o Tivoli!! hahaha

Beijo meu!

25 de agosto de 2008 às 17:36
Requiem disse...

Eu só não percebo é como alguém te enganou dessa maneira...confundir a Regaleira com o Tivoli...

Essa nem eu imaginaria...

25 de agosto de 2008 às 17:38
Enviar um comentário

Mensagem mais recente
Mensagem antiga
Página inicial
Subscrever: Enviar comentários (Atom)