Quem sou eu?
A minha fotografia
Requiem

Pessimista e negativo por natureza, cheio de energia e sempre stressado ou a correr de um lado para o outro. Tenho tendencia a tentar fazer tudo o que me interessa, o que me leva a deixar muitas coisas a meio. Apaixonado pelo Japao e tudo o que com ele esta relacionado.

Ver o meu perfil completo
Etiquetas
Avulso (232)
Blogs (53)
Google (12)
Leituras (28)
MP3 (38)
Parvoeiras (307)
Pensamentos (122)
Refilanços (139)
Solitariedades passadas
Free Twitter buttons from languageisavirus.com


Stalkers

A ler
A ler
Na lista de espera
A Arte da Guerra - Sun Tzu

A Conspiração - Dan Brown

A Fórmula de Deus - José Rodrigues dos Santos

A Rapariga que Inventou um Sonho - Haruki Murakami

A Senhora das Especiarias - Chitra Beneju Divakaruni

A Vida de Pi - Yann Martel

Eclipse - Stephenie Meyer

Fernão Mendes Pinto no Japão - Wenceslau de Moraes

Geisha - Liza Dalby

Kimono - Liza Dalby

O Culto do Chá - Wenceslau de Moraes

O Código D'Avintes - Vários Autores

O Direito a Ser Canhoto - Manuel Coelho dos Santos

O Disco de Jade/Os Cavalos Celestes - José Frèches

O Nome da Rosa - Umberto Eco

O Principezinho - Antoine de Saint-Exupéry

O Zen na Arte de Conduzir a Espada - Reinhard Kammer

Olhos Azuis - Jermos Charyn

Sandworms of Dune - Brian Herbert, Kevin J. Anderson

Selected Tales - Edgar Allan Poe

Spirits of the Dead: Tales and Poems - Edgar Allan Poe

The Children of Húrin - J. R. R. Tolkien

The Last Kingdom - Bernard Cornwell

Um Estranho num Terra Estranha - Robert A. Heinlein

Young Samurai: The Way of the Warrior - Chirs Bradford

Zen e a Arte do Tiro com Arco - Eugen Herriger

14 de agosto de 2008
Ontem foi o meu dia


E eu nem reparei...

Se calhar foi por não ligar essas coisas dos dias, mas acabei de me aperceber que ontem foi o Dia do Canhoto.

Estudos dizem que somos entre 8% a 15% da população mundial.

Somos diferentes? Sim, somos, usamos o cérebro de modo diferente e usamos as mãos de modo diferente.

Temos problemas? Alguns, para mim é difícil (quer dizer, já não é porque me habituei) usar uma tesoura, uma régua e outros tantos instrumentos que quem não é canhoto achas de simples utilização. E no que toca a distinguir o lado esquerdo do direito, às vezes confundimos as coisas, principalmente os que foram forçados a usar a mão direita quando eram novos.

Há objectos especiais para nós? Sim, há, mas para a minha geração vieram tarde demais pois já nos tínhamos habituado a usar os "normais".

Somos descriminados? Já não, mas ainda se usam expressões como "cruzes, canhoto" e há não muito tempo os canhotos eram forçados a usar a mão direita, a minha avó ainda quis forçar, mas felizmente os meus pais mandaram-na dar uma volta.

Gosto de ser canhoto...por isso, mesmo atrasado...feliz dia para mim!

A ouvir: Lacrimosa - Erinnerung
Uma solitariedade de Requiem
Etiquetas:
13 solitariedades alheias:

Bombocaa disse...

Feliz dia então pr ti...e pr mim...e pr mais 2 q há lá em casa.
As tuas dificuldades...tb as sinto...
Oh 1 dos q tenho lá em casa, canhoto...não consegue descascar 1 maçã...ou 1 batata...diz q a faca só é pr direitos
:)

14 de agosto de 2008 às 12:20
Requiem disse...

Também é uma das coisas em que tenho dificuldade, em descascar maçãs e batatas (e coisas do género).

14 de agosto de 2008 às 12:21
GATA disse...

Ontem soube que era Dia do Canhoto por causa de uma reportagem televisiva sobre os candidatos à Casa Branca, porque ambos são canhotos!

Não sou, mas durante um mês fui... porque parti a mão direita e tive que me safar com a esquerda! Segundo consta, era mais fácil decifrar hieróglifos que a minha caligrafia à esquerda... (más-línguas!!)

14 de agosto de 2008 às 12:55
Requiem disse...

Vê lá se passaste a desejar bom dia...mau feitio é o que é...

Eu sei bem ao que te referes, pois há uma série de anos parti o polegar da mão esquerda e tive de usar a direita durante algum tempo, foi atrofiante, ainda por cima em época de testes.

14 de agosto de 2008 às 12:57
vita disse...

Feliz dia!

Oh requiem fiqei com uma duvida..usas a mão direita ou a esquerda?

É que oiço dizer sempre "bate com a esquerda que parece mão estranha"..loooooool

Beijoooooooo

14 de agosto de 2008 às 13:06
SílviA disse...

Eu também sou :) e lembrei-me do dia.ehe.

Eu já me habituei tanto a usar coisas pa dextros que agora não consigo usar para esquerdinos, tesouras por exemplo.

Ah, mas na guitarra toco com as cordas ao contrário. Nisso fui ensinada de pequenina :)

14 de agosto de 2008 às 13:32
Requiem disse...

Vita: Uso a esquerda, e essa de parecer uma mão estranha é bem verdade, o problema é a falta de jeito para a coisa...é que com a mão direita não consigo mesmo ter jeitinho nenhum. De qualquer modo obrigado pela dica.

Silvia: Então um bom dia para ti também! :)

14 de agosto de 2008 às 14:12
mtheman disse...

pá, também pertenço ao clube :)

14 de agosto de 2008 às 17:14
Requiem disse...

Somos grandes!!!! :)

14 de agosto de 2008 às 17:15
sessaoexperimental disse...

tu amigo...és "especial"...muahahah

Abração :D

14 de agosto de 2008 às 19:11
Djinn disse...

eu tambem sou....:)

14 de agosto de 2008 às 19:58
NI disse...

Que chatice...não pertenço ao clube.

14 de agosto de 2008 às 23:21
Requiem disse...

Sessao: Porque estou bem disposto vou levar isso para o lado do elogio.

Djinn: Tu eu sabia ;)

NI: Tu eu tambem sabia :)

17 de agosto de 2008 às 22:41
Enviar um comentário

Mensagem mais recente
Mensagem antiga
Página inicial
Subscrever: Enviar comentários (Atom)