Quem sou eu?
A minha fotografia
Requiem

Pessimista e negativo por natureza, cheio de energia e sempre stressado ou a correr de um lado para o outro. Tenho tendencia a tentar fazer tudo o que me interessa, o que me leva a deixar muitas coisas a meio. Apaixonado pelo Japao e tudo o que com ele esta relacionado.

Ver o meu perfil completo
Etiquetas
Avulso (232)
Blogs (53)
Google (12)
Leituras (28)
MP3 (38)
Parvoeiras (307)
Pensamentos (122)
Refilanços (139)
Solitariedades passadas
Free Twitter buttons from languageisavirus.com


Stalkers

A ler
A ler
Na lista de espera
A Arte da Guerra - Sun Tzu

A Conspiração - Dan Brown

A Fórmula de Deus - José Rodrigues dos Santos

A Rapariga que Inventou um Sonho - Haruki Murakami

A Senhora das Especiarias - Chitra Beneju Divakaruni

A Vida de Pi - Yann Martel

Eclipse - Stephenie Meyer

Fernão Mendes Pinto no Japão - Wenceslau de Moraes

Geisha - Liza Dalby

Kimono - Liza Dalby

O Culto do Chá - Wenceslau de Moraes

O Código D'Avintes - Vários Autores

O Direito a Ser Canhoto - Manuel Coelho dos Santos

O Disco de Jade/Os Cavalos Celestes - José Frèches

O Nome da Rosa - Umberto Eco

O Principezinho - Antoine de Saint-Exupéry

O Zen na Arte de Conduzir a Espada - Reinhard Kammer

Olhos Azuis - Jermos Charyn

Sandworms of Dune - Brian Herbert, Kevin J. Anderson

Selected Tales - Edgar Allan Poe

Spirits of the Dead: Tales and Poems - Edgar Allan Poe

The Children of Húrin - J. R. R. Tolkien

The Last Kingdom - Bernard Cornwell

Um Estranho num Terra Estranha - Robert A. Heinlein

Young Samurai: The Way of the Warrior - Chirs Bradford

Zen e a Arte do Tiro com Arco - Eugen Herriger

6 de outubro de 2008
Dallas?
Foi este sábado, que pensei por momentos que estivesse num episódio do Dallas e que a qualquer momento fosse surgir o JR ou mesmo o Bobby.

Isto porque ao sair do Alegro deparei com a bela viatura que podem ver abaixo.

Aproveito para pedir desculpa às pessoas que estavam atrás de mim mas eu tinha mesmo de parar e fotografar isto!

Para os mais distraídos, cliquem na imagem para ver maior e reparem no ornamento do capot.



A ouvir: Nick Cave - Well of Misery

Visita também o meu outro estaminé.
Uma solitariedade de Requiem
Etiquetas:
14 solitariedades alheias:

mik@ disse...

é um carro enfeitado que nãi tem medo nem vergonha de andar assim na rua. é corno assumido e tem orgulho nisso. clap clap :)
bjinho

6 de outubro de 2008 às 12:04
Djinn disse...

aahahahah olha afinal até conseguiste apanhar o «enfeite» hi hi h, dadas as circunstâncias tive as minhas dúvidas ;)
agora q vejo bem, tá lindo!

6 de outubro de 2008 às 12:11
Requiem disse...

Djinn: Claro que apanhei, mas duvidas das minhas capacidades? HE HE HE HE

6 de outubro de 2008 às 12:16
Djinn disse...

Epa dado que quase tinhas um torcicolo e uma enorme fila de gente a querer saír do parque :P:P:P podias n ter conseguido eheheheh

6 de outubro de 2008 às 12:35
Requiem disse...

Eles que esperassem que o menino estava a tirar uma foto! :)

6 de outubro de 2008 às 12:36
Djinn disse...

pois foi o q fizeram:P e nem buzinaram:P:P

6 de outubro de 2008 às 12:49
Requiem disse...

Pois não, que o respeitinho é muito bonito! :)

6 de outubro de 2008 às 12:49
Sadeek disse...

Antes no capot que na testa, pá...AHAHHA

6 de outubro de 2008 às 16:58
Requiem disse...

Verdade meu amigo, verdade...

6 de outubro de 2008 às 17:01
sessaoexperimental disse...

ahahahah portugal no seu melhor :D

6 de outubro de 2008 às 19:06
Requiem disse...

Só vendo meu amigo, só vendo... :)

7 de outubro de 2008 às 10:12
Noiva Judia disse...

ora bolas, eu quando vou a sair do alegro nunca apanho estas preciosidades...

7 de outubro de 2008 às 14:18
Requiem disse...

Há coisas que só acontecem na minha presença!!! :)

7 de outubro de 2008 às 14:33
Pall Mall disse...

Enfim, alguém que se orgulha de ser corno. E pimba.

7 de outubro de 2008 às 23:41
Enviar um comentário

Mensagem mais recente
Mensagem antiga
Página inicial
Subscrever: Enviar comentários (Atom)