Quem sou eu?
A minha fotografia
Requiem

Pessimista e negativo por natureza, cheio de energia e sempre stressado ou a correr de um lado para o outro. Tenho tendencia a tentar fazer tudo o que me interessa, o que me leva a deixar muitas coisas a meio. Apaixonado pelo Japao e tudo o que com ele esta relacionado.

Ver o meu perfil completo
Etiquetas
Avulso (232)
Blogs (53)
Google (12)
Leituras (28)
MP3 (38)
Parvoeiras (307)
Pensamentos (122)
Refilanços (139)
Solitariedades passadas
Free Twitter buttons from languageisavirus.com


Stalkers

A ler
A ler
Na lista de espera
A Arte da Guerra - Sun Tzu

A Conspiração - Dan Brown

A Fórmula de Deus - José Rodrigues dos Santos

A Rapariga que Inventou um Sonho - Haruki Murakami

A Senhora das Especiarias - Chitra Beneju Divakaruni

A Vida de Pi - Yann Martel

Eclipse - Stephenie Meyer

Fernão Mendes Pinto no Japão - Wenceslau de Moraes

Geisha - Liza Dalby

Kimono - Liza Dalby

O Culto do Chá - Wenceslau de Moraes

O Código D'Avintes - Vários Autores

O Direito a Ser Canhoto - Manuel Coelho dos Santos

O Disco de Jade/Os Cavalos Celestes - José Frèches

O Nome da Rosa - Umberto Eco

O Principezinho - Antoine de Saint-Exupéry

O Zen na Arte de Conduzir a Espada - Reinhard Kammer

Olhos Azuis - Jermos Charyn

Sandworms of Dune - Brian Herbert, Kevin J. Anderson

Selected Tales - Edgar Allan Poe

Spirits of the Dead: Tales and Poems - Edgar Allan Poe

The Children of Húrin - J. R. R. Tolkien

The Last Kingdom - Bernard Cornwell

Um Estranho num Terra Estranha - Robert A. Heinlein

Young Samurai: The Way of the Warrior - Chirs Bradford

Zen e a Arte do Tiro com Arco - Eugen Herriger

15 de outubro de 2008
Extreme
Parece que os Extreme vão tocar brevemente em Portugal. E eu que pensava que os senhores tinham morrido. Mas parece que não.

Resta-me fazer a perguntar que se impõe. Os gajos tinham mais do que uma música? Eu confesso a minha ignorância mas só conhecia uma. Aquela de engatar gajas, e uma análise à letra da dita (ver abaixo) leva-me a pensar que a mensagem transmitida por detrás da musiquinha romantica e da voz doce é a seguinte: "dizeres que me amas é muito bonito mas a malta queria mesmo era dar uma queca".



Saying I love you
Is not the words I want to hear from you
It's not that I want you
Not to say, but if you only knew
How easy it would be to show me how you feel
More than words is all you have to do to make it real
Then you wouldn't have to say that you love me
Cos I'd already know
What would you do if my heart was torn in two
More than words to show you feel
That your love for me is real
What would you say if I took those words away
Then you couldn't make things new
Just by saying I love you
More than words
Now I've tried to talk to you and make you understand
All you have to do is close your eyes
And just reach out your hands and touch me
Hold me close don't ever let me go
More than words is all I ever needed you to show
Then you wouldn't have to say that you love me
Cos I'd already know
What would you do if my heart was torn in two
More than words to show you feel
That your love for me is real
What would you say if I took those words away
Then you couldn't make things new
Just by saying I love you
More than words


A ouvir: Guns'N'Roses - Nightrain

Visita também o meu outro estaminé.
Uma solitariedade de Requiem
Etiquetas:
21 solitariedades alheias:

Djinn disse...

De facto, poderá ser uma interpretação...after all, isn't that for most what really matters?

15 de outubro de 2008 às 10:52
Requiem disse...

Is there anything else? :P :P :P :P

15 de outubro de 2008 às 10:52
Djinn disse...

If you say so...

15 de outubro de 2008 às 10:57
Tinta Permanente disse...

Sério ? Pensei que fossem as entrelinhas de qualquer love song...
:)

15 de outubro de 2008 às 11:08
Requiem disse...

Djinn: HE HE HE HE

Tinta: O que vale é que eu digo mata e tu dizes esfola (ou no caso dos jacarés...asfixia)

15 de outubro de 2008 às 11:11
Tinta Permanente disse...

Ri-te, tuga ! :D

15 de outubro de 2008 às 11:14
Requiem disse...

Antes tuga que jacaré! HE HE HE HE

15 de outubro de 2008 às 11:14
Djinn disse...

Hmmmm devo ser um bicho muito estranho...

15 de outubro de 2008 às 11:20
Tinta Permanente disse...

LOL Antes tivesse esfolado o jacaré e fazia uma mala ou umas valentes botas ! ;)

15 de outubro de 2008 às 11:21
Requiem disse...

Djinn: Bicho? Vê lá não sejas um jacaré HE HE HE HE

Tinta: Ai se os senhores da PETA te ouvem...

15 de outubro de 2008 às 11:26
Djinn disse...

Pois jacaré n me parece...agora pantera:P:P:P pode ser q sim!

15 de outubro de 2008 às 11:39
Sadeek disse...

Diz que sim...que só tinham esta...e apesar de achar estes gajos uma estopada descomunal tenho de confessar que fui feliz ao som deste música...HAHAHAHA

15 de outubro de 2008 às 11:56
Requiem disse...

Djinn: Tambem me parece que faz mais o teu género :)

Sadeek: Quem não foi meu amigo, quem não foi :)

15 de outubro de 2008 às 11:58
GATA disse...

De facto tinham morrido. Mas depois de muita droga e muito álcool CONHECERAM DEUS e ... ressuscitaram! :-)

15 de outubro de 2008 às 13:14
Requiem disse...

Deve ter sido isso :) :) :)

15 de outubro de 2008 às 13:14
Sadeek disse...

Quem não foi?! A irmã Lúcia, por exemplo...HAHAHAHA

15 de outubro de 2008 às 14:13
Anónimo disse...

Pois é... a verdade é que eles tinham 4 albuns. Após longa ausência, estão com album novo chamado "Saudades de Rock" (assim mesmo, em tuga, não é tradução) e Lisboa é precisamente o início do tour europeu. A formação também continua a ser a mesma, só mudou o baterista. Mas, sinceramente, também pensava que eles estavam "mortos" até saber do concerto cá...

15 de outubro de 2008 às 16:08
Joaninha disse...

Yup, esta é bastante obvia :)

beijos

15 de outubro de 2008 às 16:36
aoutrarua@gmail.com disse...

Ai pessoal!!! Que falta crónica de romantismo!!! :-P Tb só conheço essa. Tês mais?

15 de outubro de 2008 às 17:16
Requiem disse...

Sadeek: Sabes lá tu...quando tocava esta música ela transformava-se...pelo menos foi o que me contaram.

Anonimo: Pois, isso o google tambem me sabia dizer. A questão é se existe alguem que conheça mais do que esta musica.

Joaninha: É, não é?

Rua: Romance is dead! :) :)

15 de outubro de 2008 às 22:55
Anónimo disse...

Pelos vistos tu não, mas já não é a primeira vez que eles vêm a Portugal. Há de haver muita gente a conhecer mais do que esta música, quanto mais não seja os que estiveram no seu primeiro concerto :p

16 de outubro de 2008 às 10:20
Enviar um comentário

Mensagem mais recente
Mensagem antiga
Página inicial
Subscrever: Enviar comentários (Atom)