Quem sou eu?
A minha fotografia
Requiem

Pessimista e negativo por natureza, cheio de energia e sempre stressado ou a correr de um lado para o outro. Tenho tendencia a tentar fazer tudo o que me interessa, o que me leva a deixar muitas coisas a meio. Apaixonado pelo Japao e tudo o que com ele esta relacionado.

Ver o meu perfil completo
Etiquetas
Avulso (232)
Blogs (53)
Google (12)
Leituras (28)
MP3 (38)
Parvoeiras (307)
Pensamentos (122)
Refilanços (139)
Solitariedades passadas
Free Twitter buttons from languageisavirus.com


Stalkers

A ler
A ler
Na lista de espera
A Arte da Guerra - Sun Tzu

A Conspiração - Dan Brown

A Fórmula de Deus - José Rodrigues dos Santos

A Rapariga que Inventou um Sonho - Haruki Murakami

A Senhora das Especiarias - Chitra Beneju Divakaruni

A Vida de Pi - Yann Martel

Eclipse - Stephenie Meyer

Fernão Mendes Pinto no Japão - Wenceslau de Moraes

Geisha - Liza Dalby

Kimono - Liza Dalby

O Culto do Chá - Wenceslau de Moraes

O Código D'Avintes - Vários Autores

O Direito a Ser Canhoto - Manuel Coelho dos Santos

O Disco de Jade/Os Cavalos Celestes - José Frèches

O Nome da Rosa - Umberto Eco

O Principezinho - Antoine de Saint-Exupéry

O Zen na Arte de Conduzir a Espada - Reinhard Kammer

Olhos Azuis - Jermos Charyn

Sandworms of Dune - Brian Herbert, Kevin J. Anderson

Selected Tales - Edgar Allan Poe

Spirits of the Dead: Tales and Poems - Edgar Allan Poe

The Children of Húrin - J. R. R. Tolkien

The Last Kingdom - Bernard Cornwell

Um Estranho num Terra Estranha - Robert A. Heinlein

Young Samurai: The Way of the Warrior - Chirs Bradford

Zen e a Arte do Tiro com Arco - Eugen Herriger

6 de outubro de 2008
Novas formas?
Ontem nas comemorações do 5 de Outubro parece que houve gente que adormecer durante o discurso do nosso presidente. Não vou citar nomes mas a pessoa em questão disse que estava apenas a meditar e disse algo como "jamé" (tipo aeroporto, estão a perceber a dica?).

Mas não é disto que quero falar, é que, tal como é noticiado no Público o discurso incluia uma frase que me saltou à atenção:

Falou das famílias que lutam para pagar os empréstimos à habitação, dos idosos cuja reforma mal chega para as despesas básicas, daqueles que perderam o seu trabalho, de novas formas de pobreza e exclusão social.


E foi aqui que eu me perdi. O que são na realidade novas formas de pobreza? será que se estava a referir à pobreza moral? É que eu só conheço uma forma de pobreza, que é não ter dinheiro! mas se calhar é por isso que eu não sou presidente.

A ouvir: Dimmu Borgir - Progenies of the Great Apocalypse

Visita também o meu outro estaminé.
Uma solitariedade de Requiem
Etiquetas:
10 solitariedades alheias:

mik@ disse...

ola :)
olha e probreza de caracter... pior que não ter dinheiro só mesmo isso. é que uma pessoa pode ser pobre mas digna,honesta e esforçada. agora quando se é pobre no caracter... enfim.
eu apanhei um bocado do discurso mas nao prestei mt atenção. falam falam e não fazem nada... ja aumentavam os salarios e as reformas...
kiss

6 de outubro de 2008 às 12:02
NI disse...

A pobreza de espírito e de carácter é bem pior do que a pobreza económica.

Mas não era destas que o PR falava pelo que as tuas dúvidas têm razão de ser.

:-)

6 de outubro de 2008 às 12:19
Nikky disse...

Honestamente, também me preocupo muito mais com a pobreza de espírito...

6 de outubro de 2008 às 13:52
najla disse...

Associada à sociedade moderna desenvolvem-se novas formas. E aliada à pobreza está um factor, a vergonha!
Mas de facto, a pobreza de caracter é sem dúvida a que mais aflige.

6 de outubro de 2008 às 14:51
Requiem disse...

Pois, isto é tudo muito bonito e já percebi que toda a gente se preocupa com a pobreza de espirito, etc.

Mas o que eu queria mesmo percber é ao que raio se referia o PR. :P :P :P

6 de outubro de 2008 às 14:53
NI disse...

Já te disse, mantém a dúvida.

:-)

N.B - Mas há sempre a hipótese do PR estar a falar dos pobres dos políticos que investiram o que ganham à nossa custa em fundos imobiliários norte-americanos, eheheheheh

6 de outubro de 2008 às 15:19
GATA disse...

Eu não sou Ministra e também adormeci! Aliás, já estava a dormir antes do PR discursar... :-) AINDA BEM! porque essa das "novas formas de pobreza" teria provocado insónias na tareca linda! :-)

6 de outubro de 2008 às 17:03
Requiem disse...

Ainda bem então...não queremos a tareca com olheiras!!!

6 de outubro de 2008 às 17:04
Nikky disse...

Não ouvi o discurso mas pelo que dizes fico com a ideia de que o nosso PR se referia como novas formas de pobreza à pobreza que agora afecta classes que antes não eram tocadas pela chamada crise e que faz com que as famílias da classes média precisem recorrer aos serviços sociais... Seria?

Ainda assim, eu uso a palavra pobre para me referir a um pobre de espírito...

6 de outubro de 2008 às 20:23
Requiem disse...

Nikky, achas mesmo? A mim quer-me parecer que foi mesmo algo que escreveram sem pensar, mas eu tambem sou conhecido pelo mau feitio.

7 de outubro de 2008 às 10:12
Enviar um comentário

Mensagem mais recente
Mensagem antiga
Página inicial
Subscrever: Enviar comentários (Atom)