Quem sou eu?
A minha fotografia
Requiem

Pessimista e negativo por natureza, cheio de energia e sempre stressado ou a correr de um lado para o outro. Tenho tendencia a tentar fazer tudo o que me interessa, o que me leva a deixar muitas coisas a meio. Apaixonado pelo Japao e tudo o que com ele esta relacionado.

Ver o meu perfil completo
Etiquetas
Avulso (232)
Blogs (53)
Google (12)
Leituras (28)
MP3 (38)
Parvoeiras (307)
Pensamentos (122)
Refilanços (139)
Free Twitter buttons from languageisavirus.com


Stalkers

A ler
A ler
Na lista de espera
A Arte da Guerra - Sun Tzu

A Conspiração - Dan Brown

A Fórmula de Deus - José Rodrigues dos Santos

A Rapariga que Inventou um Sonho - Haruki Murakami

A Senhora das Especiarias - Chitra Beneju Divakaruni

A Vida de Pi - Yann Martel

Eclipse - Stephenie Meyer

Fernão Mendes Pinto no Japão - Wenceslau de Moraes

Geisha - Liza Dalby

Kimono - Liza Dalby

O Culto do Chá - Wenceslau de Moraes

O Código D'Avintes - Vários Autores

O Direito a Ser Canhoto - Manuel Coelho dos Santos

O Disco de Jade/Os Cavalos Celestes - José Frèches

O Nome da Rosa - Umberto Eco

O Principezinho - Antoine de Saint-Exupéry

O Zen na Arte de Conduzir a Espada - Reinhard Kammer

Olhos Azuis - Jermos Charyn

Sandworms of Dune - Brian Herbert, Kevin J. Anderson

Selected Tales - Edgar Allan Poe

Spirits of the Dead: Tales and Poems - Edgar Allan Poe

The Children of Húrin - J. R. R. Tolkien

The Last Kingdom - Bernard Cornwell

Um Estranho num Terra Estranha - Robert A. Heinlein

Young Samurai: The Way of the Warrior - Chirs Bradford

Zen e a Arte do Tiro com Arco - Eugen Herriger

26 de janeiro de 2009
Tou Aqui Tou a Ver o Natal dos Hospitais ao Vivo
Se o ditado "à terceira é de vez" for mesmo verdade em breve se quiserem ver o menino terão de ir ao hospital.

Senão vejamos...

Primeiro aviso: Noite, certa de uma semana atrás. A chegar a casa, cruzamento, luz verde para mim. Por descargo de consciência olho para a esquerda e vejo um gajo a vir a "abrasar" por aí abaixo. O pensamento foi "o gajo não vai parar no vermelho", e decidi abrandar e não entrar no cruzamento. Se tivesse entrado tinha sido "serrado ao meio".

Segundo aviso: Ontem, noite, a ir para casa, IC19. Lá ia eu na minha vidinha, faixa do meio, apanho um pisa-ovos. Pisca, olhadela pelo espelho e início da manobra. Por sorte tenho boa visão. É que na faixa da esquerda vinha um gajo (eu ia a 120 e ele passou por mim como se eu estivesse parado) com as luzes apagadas, é que nem uma para amostra.

Portanto se daqui a sensivelmente uma semana eu não der notícias comecem a telefonar para os hospitais se faz favor.
Uma solitariedade de Requiem
Etiquetas:
5 solitariedades alheias:

sessaoexperimental disse...

dasss...isso é que é ter galo pah :S

26 de janeiro de 2009 às 21:35
mik@ disse...

bah...
na sexta houve uma croma que entrou na rotunda e me obrigou a parar. era isso ou bater-lhe e eu nao me apeteceu estragar o meu carrito.
ha mt gente besta a conduzir porra.
bjos

26 de janeiro de 2009 às 22:04
Requiem disse...

Sessão: Fixe era acabar por aqui...é que começo a ver a coisa mal parada...

Mik@: Há sim senhora...eu por acaso nunca te vi conduzir...mas tenho cá uma desconfiança :P :P :P

27 de janeiro de 2009 às 10:05
mik@ disse...

tu o quê?
aih são calunias.........

27 de janeiro de 2009 às 18:08
Requiem disse...

Diz que sim, diz que sim :P :P :P

28 de janeiro de 2009 às 10:02
Enviar um comentário

Mensagem mais recente
Mensagem antiga
Página inicial
Subscrever: Enviar comentários (Atom)