Quem sou eu?
A minha fotografia
Requiem

Pessimista e negativo por natureza, cheio de energia e sempre stressado ou a correr de um lado para o outro. Tenho tendencia a tentar fazer tudo o que me interessa, o que me leva a deixar muitas coisas a meio. Apaixonado pelo Japao e tudo o que com ele esta relacionado.

Ver o meu perfil completo
Etiquetas
Avulso (232)
Blogs (53)
Google (12)
Leituras (28)
MP3 (38)
Parvoeiras (307)
Pensamentos (122)
Refilanços (139)
Free Twitter buttons from languageisavirus.com


Stalkers

A ler
A ler
Na lista de espera
A Arte da Guerra - Sun Tzu

A Conspiração - Dan Brown

A Fórmula de Deus - José Rodrigues dos Santos

A Rapariga que Inventou um Sonho - Haruki Murakami

A Senhora das Especiarias - Chitra Beneju Divakaruni

A Vida de Pi - Yann Martel

Eclipse - Stephenie Meyer

Fernão Mendes Pinto no Japão - Wenceslau de Moraes

Geisha - Liza Dalby

Kimono - Liza Dalby

O Culto do Chá - Wenceslau de Moraes

O Código D'Avintes - Vários Autores

O Direito a Ser Canhoto - Manuel Coelho dos Santos

O Disco de Jade/Os Cavalos Celestes - José Frèches

O Nome da Rosa - Umberto Eco

O Principezinho - Antoine de Saint-Exupéry

O Zen na Arte de Conduzir a Espada - Reinhard Kammer

Olhos Azuis - Jermos Charyn

Sandworms of Dune - Brian Herbert, Kevin J. Anderson

Selected Tales - Edgar Allan Poe

Spirits of the Dead: Tales and Poems - Edgar Allan Poe

The Children of Húrin - J. R. R. Tolkien

The Last Kingdom - Bernard Cornwell

Um Estranho num Terra Estranha - Robert A. Heinlein

Young Samurai: The Way of the Warrior - Chirs Bradford

Zen e a Arte do Tiro com Arco - Eugen Herriger

11 de fevereiro de 2009
Homens e Mulheres
Nunca consegui perceber por que é que as necessidades sexuais dos Homens e das mulheres são tão diferentes.
Nunca consegui perceber essa coisa de Marte e Vénus. E nunca consegui perceber por que razão é que os homens pensam com a cabeça e as mulheres com o coração.

Uma noite, na semana passada, a minha namorada e eu estávamos a ir para a cama. Começamos a ficar com vontade,fazer carinhos, e nesse momento, ela pára e diz: 'Acho que agora não quero, só quero que me abraces'.

E eu: 'O QUE?!?' Ela diz: 'Tu não sabes comunicar com as minhas necessidades femininas de equilíbrio emocional'. Comecei logo a pensar no que é que poderia estar correr mal. Finalmente, acabei por assumir que aquela noite não ia dar em nada, virei-me e adormeci.

No dia seguinte fomos a um centro comercial que há aqui ao pé de casa, tipo El Corte Inglês com muitos tipos de produtos numa só loja.
Dei uma volta enquanto ela experimentava três vestidos caríssimos.
Como ela não conseguia optar por nenhum deles, disse-lhe para comprar os três.

Foi então que ela me disse que precisava de uns sapatos a condizer, a cerca de 500 euros cada par. Eu disse que sim. Depois fomos à secção das jóias, de onde saímos com uns brincos de diamantes.

Estava tão emocionada! Deve ter começado a pensar que eu estava louco.
E agora que penso nisso, acho que ela me começou a testar quando me pediu uma raquete de ténis, isto porque ela nem sequer ténis joga.

Penso que ao lhe dizer que sim destruí todos os esquemas e paradigmas da cabeça dela. Estava quase excitada sexualmente depois de isto tudo. Vocês deviam ter visto a carinha dela, toda feliz! Quando ela diz 'Vamos pagar!', tive algumas dificuldades em manter a compostura.Disse-lhe o seguinte:
'Não, querida. Acho que afinal é melhor não comprar nada dessas coisas'. Ela ficou pálida. Eu disse-lhe: 'Só quero que me abraces'.
Foi aí que começou a ficar com cara de querer me matar. Acabei por lhe dizer: 'Tu não sabes comunicar com as minhas necessidades masculinas de equilíbrio financeiro...'

Visita também o meu outro estaminé.
Uma solitariedade de Requiem
Etiquetas:
28 solitariedades alheias:

eu... disse...

Isto conseguiu por-me um sorriso na cara, quase por-me a rir :)
Sim somos diferentes mas cortar a coisa quando já se começou é quase maldade...

11 de fevereiro de 2009 às 12:26
Requiem disse...

Eu...: Cortar a coisa? Qual coisa? O "catapum" ou as compras? AH AH AH AH AH AH

11 de fevereiro de 2009 às 12:27
eu... disse...

A coisa da cama mesmo. Vou-me abster de comentar das compras.

11 de fevereiro de 2009 às 12:30
Requiem disse...

Eu...: Pois..na volta é melhor mesmo :P :P :P

11 de fevereiro de 2009 às 12:35
eu... disse...

Se calhar surpreendia-te com o comentário :) Mas é melhor não.

11 de fevereiro de 2009 às 12:42
Requiem disse...

Eu...: Não sou fácil de surpreender, mas tens razão..deixa lá isso ;)

11 de fevereiro de 2009 às 12:50
eu... disse...

Assunto esquecido.

11 de fevereiro de 2009 às 12:57
Tinta Permanente disse...

epá Requiem, inventaste essa história!

11 de fevereiro de 2009 às 14:50
Requiem disse...

Tinta: Eu? Achas que tinha imaginação para tanto? É óbvio que recebi por email... :P :P :P

11 de fevereiro de 2009 às 14:51
mik@ disse...

ahahahah requiem :P gostei.
quando não se está afim é melhor nem provocar a outra metade. fica-se sugadinho e pronto :P
beijinhos

11 de fevereiro de 2009 às 15:00
Requiem disse...

Mik@: Então e se a outra metade quiser...não se faz um jeitinho mesmo que não apeteça muito??? MUAHAHAHAHAHAHAHA

11 de fevereiro de 2009 às 15:01
eu... disse...

Xiça, as mulheres já fazem tantos jeitinhos!

11 de fevereiro de 2009 às 15:42
Requiem disse...

Eu...: Algumas, algumas... :)

11 de fevereiro de 2009 às 15:48
eu... disse...

Tá visto que sou mesmo uma parva, ou fui...

11 de fevereiro de 2009 às 15:54
Requiem disse...

Eu...: Oh mulher, tu não fiques assim...todos nós somos, fomos ou vamos ser ;)

De qualquer modo se vais levar a sério tudo o que eu para aqui escrevo estás no mau caminho :) :)

11 de fevereiro de 2009 às 15:57
eu... disse...

achas que eu levo a sério o que tu dizes?! lol, isto era só eu a pensar alto e com pouca vontade de trabalhar!

11 de fevereiro de 2009 às 15:59
Requiem disse...

Eu...: E isto sou eu a responder porque também não me apetece fazer nada :P

11 de fevereiro de 2009 às 16:00
eu... disse...

E a prova é que já fui buscar umas bolachas :P Isto já parece o msn, lol

11 de fevereiro de 2009 às 16:03
Requiem disse...

Eu estou num cliente...não tenho bolachas :(

11 de fevereiro de 2009 às 16:04
eu... disse...

Cada um tem o que merece :P

11 de fevereiro de 2009 às 16:09
Requiem disse...

Lá isso é verdade :) :) :)

11 de fevereiro de 2009 às 16:10
Espelho meu disse...

Sou mulher mas tenho de de bater palmas! LOL :D

Não podemos esquecer que os homens são bichinhos que também têm sentimentos...e amor à carteira! ;)

Realmente amor com amor se paga...

EHEHEHEH

11 de fevereiro de 2009 às 17:48
Requiem disse...

Espelho Meu: Tenho estado para aqui a pensar e ainda não consegui chegar a uma conclusão se isso dos "bichinhos" era um elogio ou uma ofensa :P :P :P

11 de fevereiro de 2009 às 17:55
Espelho meu disse...

Eu quando chamo alguém de bichinho é com muito amor e carinho...! ;)

E eu adoro-vos...

"Can´t live with them, but can live without them too.."

Beijoca*

11 de fevereiro de 2009 às 18:04
Requiem disse...

Espelho: Tem piada que nós pensamos o mesmo das mulheres!!! MUAHAHAHAHAHAHAHAH

11 de fevereiro de 2009 às 18:06
Espelho meu disse...

We know...eheheheh ;D

Big kiss*

11 de fevereiro de 2009 às 18:28
M disse...

Acho que homem e mulher são diferentes, sim... Mas acho também que às vezes encontramos alguém do sexo oposto que não é assim tão diferente de nós. Com as devidas diferenças, claro :P

11 de fevereiro de 2009 às 23:35
Requiem disse...

M: Também não disse o contrário, pois não? ;)

12 de fevereiro de 2009 às 09:59
Enviar um comentário

Mensagem mais recente
Mensagem antiga
Página inicial
Subscrever: Enviar comentários (Atom)