Quem sou eu?
A minha fotografia
Requiem

Pessimista e negativo por natureza, cheio de energia e sempre stressado ou a correr de um lado para o outro. Tenho tendencia a tentar fazer tudo o que me interessa, o que me leva a deixar muitas coisas a meio. Apaixonado pelo Japao e tudo o que com ele esta relacionado.

Ver o meu perfil completo
Etiquetas
Avulso (232)
Blogs (53)
Google (12)
Leituras (28)
MP3 (38)
Parvoeiras (307)
Pensamentos (122)
Refilanços (139)
Solitariedades passadas
Free Twitter buttons from languageisavirus.com


Stalkers

A ler
A ler
Na lista de espera
A Arte da Guerra - Sun Tzu

A Conspiração - Dan Brown

A Fórmula de Deus - José Rodrigues dos Santos

A Rapariga que Inventou um Sonho - Haruki Murakami

A Senhora das Especiarias - Chitra Beneju Divakaruni

A Vida de Pi - Yann Martel

Eclipse - Stephenie Meyer

Fernão Mendes Pinto no Japão - Wenceslau de Moraes

Geisha - Liza Dalby

Kimono - Liza Dalby

O Culto do Chá - Wenceslau de Moraes

O Código D'Avintes - Vários Autores

O Direito a Ser Canhoto - Manuel Coelho dos Santos

O Disco de Jade/Os Cavalos Celestes - José Frèches

O Nome da Rosa - Umberto Eco

O Principezinho - Antoine de Saint-Exupéry

O Zen na Arte de Conduzir a Espada - Reinhard Kammer

Olhos Azuis - Jermos Charyn

Sandworms of Dune - Brian Herbert, Kevin J. Anderson

Selected Tales - Edgar Allan Poe

Spirits of the Dead: Tales and Poems - Edgar Allan Poe

The Children of Húrin - J. R. R. Tolkien

The Last Kingdom - Bernard Cornwell

Um Estranho num Terra Estranha - Robert A. Heinlein

Young Samurai: The Way of the Warrior - Chirs Bradford

Zen e a Arte do Tiro com Arco - Eugen Herriger

24 de abril de 2009
Coordenação Motora
Eu admiro a coordenação motora de certas mulheres.

É vê-las no trânsito a pintarem-se e a arranjarem-se. Eu, se tentasse meter rimel enquanto estava na fila do IC19, no mínimo vazava uma vista.

É por estas e por outras que eu me arranjo ainda em casa. Um bocadinho de base, uma corzinha de rouge, um gloss nos lábios...ooops, esqueçam lá isso, isto é só sextas à noite, quando meto as plumas e as lantejolas.

Agora a sério, como é que elas conseguem? Acho que nunca vou perceber.

Agora o que vi hoje é que nunca pensei ver. A senhora, não contente com as pinturas decidiu dedicar-se à arte de extrair o pelame da bigodaça!!!!



Pronto, não tinha um bigode tão farfalhudo como este, mas por amor da santa, o que vem a seguir? Lavar os dentes? Cortar as unhas?

Podemos voltar à tradicional remoção do macaquito do nariz se faz favor? É que estas actividades mais complexas fazem-me distrair e ainda tenho um acidente.

A ouvir: Theatre des Vampires - Bring Me Back In Techno Trance

Visita também o meu outro estaminé.
Uma solitariedade de Requiem
Etiquetas:
8 solitariedades alheias:

NI disse...

É para veres a capacidade infinita das mulheres. Conseguimos fazer diversas coisas ao mesmo tempo e vocês fazem uma e mal, ahahahahahah

24 de abril de 2009 às 19:15
Vampira Dea disse...

É isso é coisa demulher mesmo , conseguimos tambem escutar duas coisas ao mesmo tempo rsrsrsrs.

24 de abril de 2009 às 19:31
M disse...

Deixa, é coisa que vocês homens nunca vão conseguir... (M a comentar enquanto fuma, vê Tv, twitta, ouve música, muda de roupa e lava a loiça ahahahahah)

24 de abril de 2009 às 19:32
M disse...

P.S.: Mas posso dar-te umas aulinhas a troco de determinadas informações eheheheh

24 de abril de 2009 às 19:33
mik@ disse...

isso é muita habilidade junta. eu só consigo pintar os lábios se for no lugar do passageiro. a conduzir mal consigo responder a sms, quanto mais pintar-me... ainda saia do carro a parecer um palhaço...

25 de abril de 2009 às 11:20
Talisca disse...

Nós mulheres somos assim, seres multifacetados.....mas ok!!!! Há coisas que só em casa! De pinça em punho a tirar pêlos do bigode ao espelho do carro com TODA A GENTE A VER??? Isso é coisa de gaja porca mesmo!!!

25 de abril de 2009 às 14:58
mf disse...

Homens... É escusado explicar como o fazemos, porque nunca vão perceber... ;)

25 de abril de 2009 às 17:28
Requiem disse...

NI: Naaaa, podemos fazer só uma, mas fazemos como deve de ser...às vezes :P

Vampira Dea: Mas não é para isso que temos duas orelhas?

M: Isso é porque as mulheres necessitaram de evoluir nesse sentido para poderem tratar melhor dos homens...

Mik@: Essa de pareceres um palhaço até pagava para ver!!!!

Talisca: Pois, eu também não achei lá muito agradável ter de estar a ver a senhora a tirar os pelos...

MF: É porque não precisamos... :P :P :P

27 de abril de 2009 às 10:56
Enviar um comentário

Mensagem mais recente
Mensagem antiga
Página inicial
Subscrever: Enviar comentários (Atom)